7 verdades para desmistificar a Bolsa de Valores




Apesar do foco deste blog ser os investimentos em Renda Fixa, acreditamos que a Bolsa de Valores é um assunto que desperta muita curiosidade e atração. Desta forma, trazemos mais um artigo de nossos parceiros da “Toro Radar” para desmistificar alguns conceitos sobre o investimento em ações. Boa leitura!


Quando não conhecemos algo, normalmente ficamos com um pé atrás. É natural ficar apreensivo, já que ser prudente ajuda a evitar dores de cabeça. Porém, receio em excesso pode nos impedir de aproveitar uma excelente oportunidade.

No caso do mercado de ações, essa premissa é bastante recorrente. O medo de colocar o capital em risco e a dificuldade em desapegar da poupança, faz com que muitas pessoas evitem aplicar nessa modalidade de investimentos. Contudo, muito senso comum em torno da Bolsa de Valores não é verdade.

Quer conhecer melhor esse universo? Confira agora 7 fatos que vão te mostrar que o mercado de ações é menos complicado do que se imagina.

1) O mercado de ações não é exclusividade dos milionários.

Ao contrário do que muitos pensam, para investir na bolsa não é preciso um montante milionário. Com pouco dinheiro, dá para aproveitar excelentes oportunidades que esse mercado oferece.

É claro que quanto maior seu capital maiores as chances de lucro. Mas isso não quer dizer que você não possa começar investindo pouco e ir aumentando o valor aplicado à medida em que se sentir mais seguro e confiante.

2) Hoje em dia é muito mais fácil investir.

Sabe aquela clássica cena da Bolsa de Valores como um grande salão cheio de gente gritando ao telefone? Isso não existe mais! Atualmente, as ordens de compra e venda de ações são feitas virtualmente.

bolsa-de-valores-telefone

As inovações tecnológicas facilitaram o acesso à bolsa, já que agora os investidores têm mais autonomia e agilidade para operar. As ordens são feitas através de plataformas chamadas de Home Broker vinculadas a uma corretora de ações. Assim, o investidor pode comprar ações online, manter o controle sobre seu capital e realizar lucros do conforto de casa.

3) Seus rendimentos não dependem de sorte.

Outra ideia equivocada sobre o mercado de ações é em relação ao modo de se ter lucros. Muita gente ainda acredita que esse universo é subjetivo e que tudo depende apenas da sorte.

Não é bem assim. As boas decisões de compra e venda de ativos são baseadas em estratégia e estatística. Existem mecanismos de análise que permitem identificar tendências do mercado e dão ao investidores chances de fecharem bons negócios.

É claro que não é uma ciência exata, já que essas avaliações estão relacionadas a cenários de probabilidade. Mas com ajuda de indicadores analíticos é possível tomar decisões mais acertadas e minimizar os prejuízos.

bolsa-de-valores-analise-grafica

4) Só é permitido comprar e vender ações.

Negociar ações é a modalidade mais conhecida da Bolsa de Valores. Mas ela não se limita a isso. Você também pode aplicar em contratos futuros, por exemplo. No Mercado Futuro é possível investir em produtos como petróleo, café e minério de ferro.

Ainda dá para ganhar com a oscilação de moedas, como o dólar e o euro, e de índices como o Ibovespa, que agrega cerca de 60 grandes empresas brasileiras. 

5) Essa modalidade engloba vários perfis de investidores.

Uma das principais dicas para quem quer começar a investir dinheiro na bolsa é determinar seu perfil de investidor. Fica mais fácil definir uma estratégia de investimento após estabelecer seus objetivos, o prazo desejado, o montante a ser aplicado e o tempo disponível.

Traçar esse perfil é importante para você conhecer qual modalidade de investimento se adequa melhor a você.

Por exemplo, investidores mais arrojados costumam apreciar os operações de “Day-Trade“, que iniciam e terminam num mesmo dia e demandam muita agilidade. Já os mais conservadores preferem investir no longo prazo que oferecem riscos menores e rentabilidade inferior aos investimentos de curto prazo.

O mais legal é que você não precisa se ater aos mesmos tipos de investimentos. Mesmo preferindo uma modalidade de operação, é legal investir em outras opções de aplicações para diversificar sua carteira e minimizar perdas.

6) É possível aplicar dinheiro na Bolsa de Valores sem tirá-lo da renda fixa.

Essa é uma informação que poucos sabem. Mas quem tem dinheiro aplicado em investimentos como CDB e Tesouro Direto, pode usar esse capital para operar no mercado de ações.

O dinheiro investido na renda fixa funciona como uma margem de garantia. E o melhor: ele pode render duas vezes! Isso porque ele continuará se valorizando de acordo com os termos de seu título de renda fixa ao mesmo tempo em que você pode potencializar seus ganhos na bolsa de valores.

7) Você pode se tornar sócio de empresas internacionais.

A possibilidade de investir em empresas renomadas como Petrobras, Vale e Ambev é sabido mesmo por quem não tem familiaridade com o mercado financeiro. Mas nem todo mundo sabe que também é possível comprar ativos de empresas fora do Brasil.

Já imaginou ser sócio de gigantes como Apple, Netflix, Amazon e Coca-Cola? Através do S&P 500, índice que representa a oscilação das 500 maiores empresas dos Estados Unidos, você pode!

bolsa-de-valores-bovespa


Agora ficou mais fácil compreender que a Bolsa de Valores não é nenhum bicho de sete cabeças, não é?

O Mercado de Ações não é um ambiente para quem está despreparado ou é indisciplinado. Mas quem estudar a fundo esse universo e for persistente ao manter uma visão estratégica concisa tem grandes de chances de ser bem sucedido.


Autoria deste artigo

Ana Cláudia Inez, graduada em Relações Públicas e mestre em Processos Comunicacionais. Integrante da equipe de comunicação da Toro Radar, é responsável pelo relacionamento da empresa com parceiros em todo o país.

toro-radar






6 Comentários


  1. É possível aplicar dinheiro na Bolsa de Valores sem tirá-lo da renda fixa? Como funciona isso? É tipo um empréstimo a juros que faço com a corretora? Atualmente tenho investimentos em renda fixa e gostaria de saber como faço para operar com a margem.

    Responder

    1. Jorge, é possível aplicar na Bolsa de Valores dando como garantia seus investimentos em Renda Fixa. Nós nunca utilizamos essa modalidade e não saberemos te passar maiores detalhes. Te aconselhamos a procurar o pessoal da Toro Radar para entender melhor como funciona este mecanismo, ok? Um abraço!

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *