Os 10+ de junho de 2016




Apresentamos a nossa seção “Os 10+ da Renda Fixa” com o mapeamento dos 10 melhores investimentos para junho de 2016 na visão do blog “Bons Investimentos”:

melhores-investimentos-jun-16

Obs.: Mapeamento realizado em 22/jun. Para mais opções de investimentos, pode ser realizado o acesso direto ao site das corretoras: Easynvest, XP Investimentos e Rico. Para aprender a investir através destas corretoras, recomendamos a leitura do artigo “Como investir”.


Previsão de rentabilidade líquida anual


Foram adotadas as seguintes premissas:

  • CDI: +14,13% ao ano (atual)
  • IPCA: +9,32% ao ano (acumulado dos últimos 12 meses)

Obs.: Para consultar os valores atualizados do CDI, SELIC e IPCA, acesse nossa seção específica sobre estes índices.

  • Não foram descontadas as taxas cobradas pelas corretoras Rico e XP Investimentos. Lembrando que a Easynvest não cobra taxa para investimentos em Renda Fixa.

corretoras-independentes-taxasEsta previsão serve apenas como ordem de grandeza, pois como visto no artigo sobre os investimentos em Renda Fixa a verdadeira rentabilidade de títulos pós-fixados só é conhecida no momento do resgate do investimento.


Desempenho da poupança


Para fins comparativos, é bom saber que nos últimos 12 meses a rentabilidade da poupança foi de +8,37%.


Segurança é fundamental: lembre-se do FGC


Os investimentos em LCI, LCA e CDB possuem um seguro automático de até R$ 250.000, por CPF e instituição financeira.

Para conhecer ou relembrar as características deste seguro, recomendamos a leitura do nosso artigo específico sobre o FGC.

Obs.: Apesar dos títulos públicos (Tesouro Direto) não serem garantidos pelo FGC, estes investimentos são considerados por especialistas os ativos mais seguros do mercado, conforme explicado no guia sobre o Tesouro Direto.


A escolha por determinado investimento é algo muito particular e não depende exclusivamente da rentabilidade, pois fatores como liquidez (ou seja, o prazo em que você poderá resgatar o dinheiro) e valores mínimos de aplicação devem ser levados em consideração.


Se você está em busca de investimentos mais rentáveis e com a mesma segurança, preparamos um material contendo a nossa estratégia de investimento e detalhando toda a nossa carteira. Você saberá exatamente onde fazemos nossas aplicações visando maximizar os lucros e os mecanismos que utilizamos para minimizar os riscos.

Não perca a oportunidade e conheça o nosso guia!


Como o nosso blog é 100% gratuito, caso tenha gostado deste material, nosso pedido é o mesmo de sempre: ajude-nos na divulgação, através do compartilhamento deste artigo nas redes sociais.

É fácil e rápido! Basta clicar nos ícones acima…




Veja Também:

Segunda via do Boleto Minha Casa Minha Vida Emita a segunda via do Boleto Minha Casa Minha Vida para pagamento. Evite atrasos e multas!
Simulador de Empréstimo do Bradesco Acesse o simulador de empréstimo do Banco Bradesco para saber o valor das suas prestações. Conheça a calculadora mais fácil e rápida da internet!
Quais os melhores empréstimos online para negativado? Listamos as 3 melhores oportunidades de empréstimo para negativado online. Use o simulador para saber o valor das suas prestações!

LCI da Caixa (CEF): vale a pena investir?

Talvez o primeiro passo da maioria dos investidores, após descobrirem que a poupança é um péssimo local para deixar o dinheiro, seja aplicar em uma LCI da Caixa Econômica Federal (CEF).

Mas qual seria o motivo para tanto sucesso da LCI da Caixa?

LCI CEF

À primeira vista, só podemos pensar que a explicação para isto é o fato de muitas pessoas terem conta neste banco, seja para receberem seu salário ou em virtude do financiamento da tão sonhada “casa própria”.

caixa financiamento casa própria

E você sabe quais as principais características deste investimento? Ou, melhor ainda, sabe avaliar se a LCI da CEF é realmente uma boa aplicação? Vale a pena fazer este investimento?

Se a resposta foi “não” para alguma destas perguntas, é imprescindível a leitura deste artigo até o final.

Valores para aplicação


O valor mínimo para fazer uma aplicação na LCI da Caixa é de R$ 30.000 (trinta mil reais).

Caso o investidor já tenha uma LCI e deseje aumentar o valor investido deverá aplicar novamente um mínimo de R$ 30.000 (trinta mil reais).

Ou seja, se você aplicou em janeiro R$ 30.000 e em junho conseguiu juntar mais R$ 10.000 não poderá fazer um novo aporte de apenas R$ 10.000. Precisará juntar novamente o mínimo de R$ 30.000 para fazer o investimento.

Prazos


O prazo mínimo do investimento é de 90 dias (3 meses).

Já o prazo máximo é de 1.100 dias (3 anos).

Após este prazo máximo, o investidor obrigatoriamente precisa resgatar seu dinheiro, mas poderá fazer uma nova aplicação sem qualquer impedimento.

Resgate


resgate lci caixa

A Caixa Econômica Federal (CEF) oferece duas modalidades de aplicação em LCI:

  • Sem resgate.
  • Com resgate.

Na modalidade “sem resgate”, o investidor define no momento da aplicação qual o período que ficará com o dinheiro aplicado e só poderá efetuar o saque do seu dinheiro no término deste período.

Na modalidade “com resgate”, o investidor também define qual o período de sua aplicação, mas poderá sacar o dinheiro a qualquer instante, desde que respeitado o prazo mínimo de 90 dias.

É importante ressaltar que o investidor não precisa resgatar todo o dinheiro aplicado. Ou seja, o resgate pode ser total ou parcial.

Entretanto, o resgate parcial mínimo é de R$ 1.000 e o saldo mínimo da aplicação deverá ser de R$ 5.000.

Desta forma, se o investidor possui R$ 30.000 aplicados em uma LCI da CEF, ele pode solicitar o resgate de R$ 1.000 até R$ 25.000. Caso deseje resgatar R$ 26.000, o saldo final seria de R$ 4.000 (abaixo do limite mínimo) e o investidor teria que fazer o resgate completo de R$ 30.000.

Rentabilidade da LCI da Caixa


A rentabilidade da LCI da Caixa é pós-fixada e dada por um percentual do CDI.

Obs.: No momento da revisão deste artigo (mai/17) o CDI estava rendendo 11,13% ao ano. Para consultar o valor atualizado do CDI, acesse nossa seção sobre índices econômicos.

Inicialmente, fizemos uma consulta ao site da Caixa Econômica Federal (CEF) em junho de 2016 e simulamos diversos cenários de prazo e valores de investimento para verificar as rentabilidades oferecidas.

Posteriormente, em maio de 2017, fizemos novas simulações para atualizar as taxas praticadas na LCI da Caixa Econômica.

rentabilidade lci da caixa com resgate

rentabilidade lci da caixa sem resgate

Obs.: Para obter a rentabilidade atualizada e personalizada de acordo com o seu perfil de relacionamento com o banco, sugerimos a consulta direta à sua conta (internet banking) ou ao seu gerente. Estas rentabilidades apresentadas foram simuladas pelos autores deste blog em jun/16 e mai/17 e serão atualizadas anualmente.

Um fato curioso que nos chamou a atenção na simulação de 2016 é que não houve diferença na rentabilidade oferecida pela LCI da Caixa nas modalidades “com resgate” e “sem resgate”.

A princípio acreditávamos que ao escolher a opção “sem resgate” a LCI da Caixa ofereceria uma rentabilidade maior em função do investidor se comprometer a deixar seu dinheiro preso até o final.

Entretanto, as rentabilidades informadas no site foram exatamente as mesmas em 2016.

Contudo, em 2017, pudemos notar uma diferenciação entre as taxas destas duas modalidades, “premiando” com maiores rentabilidades aquele investidor disposto a deixar o seu dinheiro “preso” na modalidade sem a possibilidade de resgate antecipado.

Outro ponto que merece atenção é o fato da rentabilidade da LCI da Caixa não variar conforme o prazo na maioria das situações simuladas.

De início imaginávamos que aplicações com prazos maiores teriam um maior rendimento, mas não foi isto que observamos na simulação.

Sendo assim, o único parâmetro que sempre interferiu na rentabilidade da LCI foi o valor aplicado.

Quanto maior o investimento realizado, maior é a remuneração oferecida pela LCI da Caixa.


Caixa Econômica lci cdb

Comparação: “LCI da Caixa x Poupança”


Para saber se a LCI da Caixa é uma boa opção de investimento, além de analisarmos todas as características apresentadas anteriormente é de fundamental importância que façamos também uma análise comparativa com outras aplicações.

Desta forma, a primeira comparação será com a tradicional “Caderneta de Poupança”.

Para isto, tomaremos por base o rendimento da poupança dos últimos 12 meses de 8,06% e a LCI da Caixa com possibilidade de resgate antecipado no valor de R$ 30.000 e rentabilidade de 78,0% do CDI.

Sendo assim, o gráfico abaixo mostra a diferença entre investir R$ 30.000 durante um ano na “Poupança” ou na “LCI da Caixa”.

LCI Caixa e Poupança 2017

Considerando o atual CDI de 11,13% a.a. (mai/17), a rentabilidade anual da LCI da Caixa é de 8,68%, ou seja, ligeiramente superior à rentabilidade anual da poupança de 8,06%.

Esta maior rentabilidade é explicitada no gráfico acima, onde é possível observar que a LCI da Caixa é realmente mais lucrativa do que a aplicação na Poupança e rendeu R$ 186 a mais durante o período de um ano para uma aplicação inicial de R$ 30.000.

Desta forma, no confronto contra a Poupança a LCI da Caixa é a vencedora!

Comparação: “LCI da Caixa x LCI de bancos menores”


A primeira batalha da LCI da Caixa foi muito fácil, não acha? Já vimos em artigo exclusivo que a poupança é um dos piores lugares para você deixar seu dinheiro investido.

Vamos então subir o nível do confronto e comparar a LCI da Caixa com a LCI oferecida por outros bancos menores e com boa saúde financeira e grau de investimento atestado pelas principais agências de rating do mercado financeiro.

Para isto, vamos continuar com o valor-base de R$ 30.000 e fazer a comparação entre as seguintes LCIs:

  • LCI da Caixa com rentabilidade de 78,0% do CDI.
  • LCI do Banco Original com rentabilidade de 90% do CDI.
  • LCI do Banco Daycoval com rentabilidade de 94% do CDI.

Obs.: O rendimento da LCI do Daycoval foi verificada no próprio site do banco. Já a LCI do Banco Original foi verificada no site da corretora Easynvest. Ambos os valores foram atualizados em maio de 2017.

LCI da Caixa Daycoval Original Poupança 2017

Pela análise dos dados é possível observar que a LCI da Caixa só vence a poupança e perde para os outros dois bancos de menor porte (Original e Daycoval).


Se você está em busca de investimentos mais rentáveis e com a mesma segurança, preparamos um material contendo a nossa estratégia de investimento e detalhando toda a nossa carteira. Você saberá exatamente onde fazemos nossas aplicações visando maximizar os lucros e os mecanismos que utilizamos para minimizar os riscos.

Não perca a oportunidade e conheça o nosso guia!

livro investimentos seguros e rentáveis

Simulador da LCI da Caixa Econômica


Para fazer suas próprias simulações, recomendamos o acesso ao nosso simulador de LCI.


Se gostou do conteúdo deste material, poderia nos ajudar e avaliar com 5 estrelas aqui embaixo?

Caso não tenha gostado, não tem problema! Neste caso, que tal deixar um comentário no final desta página com suas sugestões para melhorarmos ainda mais nosso trabalho?

Considerações Finais


Aprendemos neste artigo as principais características da LCI da Caixa:

  • Investimento mínimo de R$ 30.000
  • Prazo mínimo para resgate de 90 dias (3 meses) e prazo máximo de 1.100 dias (3 anos)
  • Aplicações na modalidade “sem resgate” ou “com resgate”
  • Possibilidade de resgate total ou parcial dos valores investidos na modalidade “com resgate”
  • Rentabilidade atrelada ao CDI e variável de acordo com a modalidade, tempo e valor investido

Vimos também que a LCI da Caixa é uma alternativa mais lucrativa do que a “Caderneta de Poupança”.

Entretanto, existem outras opções de investimento mais rentáveis do que a aplicação na Caixa Econômica Federal.

Além do investimento em LCI de bancos menores ser mais lucrativo, esta alternativa apresenta praticamente a mesma segurança da aplicação na LCI da CEF, desde que você observe o limite máximo de R$ 250.000 garantido pelo Fundo Garantidor de Crédito (FGC).

Entendemos que grande parcela dos investidores geralmente começa a se aventurar pelo mundo das aplicações justamente nos maiores bancos do mercado e após alguns meses de estudo percebem que podem ganhar mais com a mesma garantia.

Portanto, te parabenizamos por ter lido este artigo e investido tempo no aprimoramento da sua educação financeira.

Obs.: Artigo atualizado em maio de 2017.


Para conhecer as características de outros investimentos nos principais bancos, recomendamos a leitura de nossa série especial sobre o tema:


Se tiver alguma dúvida ou sugestão, basta deixar um comentário aqui embaixo.

Se gostou do artigo, que tal compartilhar nas redes sociais?

Caixa Econômica lci


Como o nosso blog é um espaço totalmente gratuito, gostaríamos de pedir sua ajuda na divulgação deste conteúdo nas redes sociais.

É fácil e rápido, basta clicar em um dos ícones abaixo. É de graça para você, mas tem um imenso valor para a manutenção deste blog no ar!


Veja Também:

LCI: aprenda tudo, use nosso simulador e aumente seus lucros! Aprenda o que é LCI e todas as características deste investimento. Saiba como conseguir os melhores rendimentos e utilize nosso simulador.
CDB: aprenda tudo, use nosso simulador e aumente seus lucros! Aprenda o que é CDB e todas as características deste investimento. Saiba como conseguir os melhores rendimentos e utilize nosso simulador.
CDB ou LCI da Caixa? Qual o melhor investimento? Aprenda a comparar o investimento em CDB ou LCI e faça a escolha mais rentável para o aumento do seu patrimônio financeiro.

Primeiros passos para investir na Bolsa de Valores: 5 dicas matadoras

O mercado financeiro oferece inúmeras possibilidades para quem deseja buscar novos caminhos além da Renda Fixa. A Bolsa de Valores é um ambiente onde se pode sonhar mais alto e encontrar as melhores oportunidades do mercado financeiro, mas assim como qualquer investimento, também possui a relação de “Risco x Retorno”, quanto maior a rentabilidade desejada, maior o risco.

bovespa-investir

Justamente por isso é preciso estudar antes de começar a investir para aprender a aplicar na Bolsa de Valores da melhor maneira possível para minimizar os riscos e aumentar suas oportunidades.

Pensando nisso preparamos uma postagem especial com cinco dicas valiosas para quem está começando agora e uma dica bônus ao final! Continue lendo e lembre-se de deixar um comentário em caso de dúvidas!




1) Conheça as principais modalidades de investimento


A Bolsa de Valores possui diferentes modelos de investimento, capazes de atender diferentes perfis e que possibilitam ao investidor construir uma carteira que se adapte à sua realidade.

Nesse artigo falaremos de três delas: Day-Trade, Curto Prazo e Longo Prazo.

Cada uma possui suas características específicas e peculiaridades:

  • Day Trade: É a modalidade mais emocionante da Bolsa de Valores. São operações extremamente ágeis, que começam e terminam no mesmo dia. Permitem alavancagem, ou seja, você só precisa ter uma parte do dinheiro que irá movimentar.
  • Curto Prazo: operações que vão de 1 a 5 dias. Extremamente rentáveis pela agilidade e poder de reação às mudanças de cenário.
  • Longo Prazo: muito bom para quem tem pouco tempo para investir e muita paciência. O objetivo é ganhar com empresas que possuem excelente perspectiva no longo prazo (mais de 90 dias).

Investir em uma modalidade não anula a possibilidade de aplicar em outra, pelo contrário. No 4º tópico desse artigo falaremos sobre a importância de montar uma estratégia diversificada.

Agora que você já viu as modalidades, falaremos um pouco mais sobre os tipos de análise mais utilizadas na hora de detectar boas oportunidades.

2) Entenda as duas principais análises de ações


A Análise Gráfica (também conhecida como Análise Técnica) considera variações no preço de uma determinada ação ao longo de um período para definir tendências. Muito utilizada por investidores que operam em Day-Trade e Curto Prazo.

primeiros-passos-investir-bolsa

Já a Análise Fundamentalista é excelente para encontrar boas empresas com ótimas perspectivas de valorização no longo prazo. Ela não foca na movimentação das ações, mas sim a saúde financeira da empresa em questão, quais suas projeções futuras de lucro e outros aspectos importantes para essa avaliação.

Em resumo, essa análise entende que o valor de uma empresa é diferente do seu preço no mercado de ações.

3) Saiba o papel das Corretoras de Valores





As corretoras de valores mobiliários funcionam como portas de entrada para os investidores que desejam investir na Bolsa de Valores. É na conta que você abriu em uma corretora que todos os lucros das suas movimentações serão creditados, bem como os possíveis prejuízos debitados.

Existem mais de 50 empresas que oferecem esse serviço no Brasil e escolher a melhor para o seu perfil certamente fará a diferença nos seus resultados. Por isso, pesquise bastante, confira as melhores taxas, o melhor atendimento e a infraestrutura oferecida por cada uma das empresas.

Mas, mais importante do que esses pontos é a segurança que ela oferece para você. Por isso, certifique-se que ela é registrada na CVM (Comissão de Valores Mobiliários), cheque sites de reclamação, pergunte a amigos e parentes que já investem e busque informações acerca de certificações como o Cetip Certifica. Tudo isso para garantir que você não terá surpresas desagradáveis no futuro.

4) Defina sua estratégia


bolsa-de-valores-estrategia

Definir uma estratégia é fundamental para o sucesso dos seus investimentos por diversos motivos. Principalmente porque fica muito mais fácil manter a disciplina e o foco nos seus objetivos e também porque essa ação facilita muito o manejo de risco. Para definir o seu perfil é preciso avaliar, dentre outros, os seguintes pontos:

  • Tempo disponível: quanto tempo você pode se dedicar ao mercado por dia?
  • Orçamento: qual é o capital disponível para aplicar?
  • Liquidez: quando você precisará desses recursos?
  • Objetivo do investimento: comprar um carro novo, viajar, aumentar capital, ter segurança financeira?
  • Tolerância ao risco: como você se sente em relação aos riscos e retornos dos investimentos?

Esses cinco pontos já ajudam a ter uma noção do seu perfil. Com base nas respostas é possível eliminar uma série de modalidades de investimento e focar naquelas que realmente têm a ver com a sua personalidade e objetivos. Mas, vale lembrar da importância da diversificação, o que nos leva ao próximo tópico.

5) Lembre-se sempre dessa palavra: diversificação


Diversificar é distribuir os seus recursos de maneira a diminuir os riscos. Mesmo que você possua um perfil extremamente agressivo e queira focar em Day-Trade, por exemplo, é sempre aconselhável que você aplique um percentual do seu capital em investimentos mais conservadores.

É através dessa diversificação que você investirá utilizando uma técnica que os investidores mais experientes chamam de “manejo de risco”. Ele diminui as chances de prejuízo, uma vez que sua carteira não depende de uma determinada empresa, segmento ou modalidade de investimento.

Dica bônus: A Renda Fixa como Margem de Garantia


Pouca gente sabe, mas é possível utilizar os investimentos na Renda Fixa como garantia para operar na Bolsa de Valores. Isso significa que você pode usar seus recursos aplicados em CDB, por exemplo, para comprar e vender ações, aplicar em índices ou então no Mercado Futuro.

O que possibilita isso é a Margem de Garantia, ferramenta criada pelas corretoras de valores mobiliários para que os investidores consigam movimentar mais capital do que possuem. Suponhamos que você tenha R$10 mil investido em Tesouro Direto. Eles permitem que você movimente até R$60 mil em ações na Bolsa de Valores.


Gostou do conteúdo? Ficou com alguma dúvida? Deixe um comentário!


Autoria

Rafael Bretas, 28 anos, graduado em Jornalismo, MBA em Marketing Digital e autor de artigos em diversas editorias. Integrante da equipe de marketing do Toro Radar e responsável pela comunicação e relacionamento da empresa com parceiros em todo o país.

toro-radar

 




Veja Também:

Fundo Garantidor de Crédito (FGC): o seguro do seu investimento O Fundo Garantidor de Crédito (FGC) é o seguro grátis e automático do seu investimento e deve ser usado para garantir a proteção do seu patrimônio.
Empréstimo online: qual o melhor? Veja perigos e simulador! Conheça qual o melhor e mais barato empréstimo pessoal online. Aprenda como evitar os perigos e golpes existentes no mercado e acesse nosso simulador para saber o valor das suas prestações.
Os 10+ de maio de 2018 Apresentação dos 10 melhores investimentos em Renda Fixa para maio de 2018. Saiba onde encontrar e fazer estas aplicações de forma segura e inteligente.