Investe no Tesouro? Confira como consultar a cobrança da taxa de custódia

Para quem tem dinheiro aplicado no Tesouro Direto é importante estar atento à cobrança da taxa de custódia. Esse valor é cobrada semestralmente para remunerar a B3.

Em janeiro e julho ocorre a cobrança da taxa de custódia que corresponde a 0,125% sobre o total aplicado pelo investidor. Esse valor é descontado diretamente na conta do cliente na instituição financeira.

Lembre-se,é importante que tenha o dinheiro na conta para ser abatido.

Para quem não sabe, a taxa de custódia é referente aos serviços de guarda dos títulos e às informações e movimentações dos saldos.

Vale destacar que a taxa é cobrada até o saldo de R$ 5 milhões, ficando isento valores acima deste importe em caso de aplicações feitas através de uma única instituição financeira.

Impostos

Os títulos do tesouro direto sofrem a incidência de Imposto de Renda sobre os rendimentos.

E não para por aí, se o dinheiro ficar investido por menos de 30 dias, também há a cobrança de Imposto sobre Operações Financeiras (IOF).

Consulta

Para checar, basta acessar o site do Tesouro Direto e informar CPF e senha.

Feito isso, o investidor tem de clicar na aba “Consultar”, no menu superior, e depois em “Taxa de administração semestral.

Será necessário indicar a instituição financeira onde foi feito o investimento e definir o período.

No caso do valor referente a taxa de custódia ser inferior a R$ 10,00, não ocorrerá a dedução agora.

O valor referente a taxa será acumulado para posterior cobrança (Janeiro de 2021).

Leia também:


Gostou da nossa matéria? Para ficar sempre atualizado, siga nossas Redes Sociais: Facebook, TwitterInstagram.

Para relatar erros, clique aqui. Conteúdo publicado originalmente por bonsinvestimentos.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.