Copom considera corte adicional da Selic de até 0,75%, reafirma o presidente do BC

Nesta segunda-feira, 08, o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, reiterou que o Comitê de Política Monetária (Copom) da autarquia cogita um corte adicional de até 0,75% da Selic (a taxa básica de juros) em seu próximo encontro, agendado para 16 e 17 deste mês. A Selic está atualmente em 3,00% ao ano.

A fala foi dita em apresentação feita por Campos Neto durante reunião, organizada por Goldman Sachs, com investidores via videoconferência. A apresentação está no site do BC.

Campos Neto também reiterou durante a apresentação que o atual cenário demanda um estímulo monetário que chama de “extraordinariamente elevado”.

O presidente do BC salientou, ainda, que há pontuais limitações para o grau de ajuste adicional da Selic. Segundo ele, o ajuste adicional a ser feito este mês complementará o impulso necessário como reação aos impactos econômicos causados pela Covid-19.

Campos Neto tornou a sinalizar, ainda, que houve crescimento da variância do balanço de riscos da instituição. Para ele, os próximos passos da política monetária dependerão muito de novas informações sobre a pandemia e da diminuição das incertezas na área fiscal.

Em determinado momento da apresentação, Campos Neto enfatizou que “se não administrados adequadamente, problemas de liquidez podem se tornar problemas de solvência”.

Confira toda a apresentação em www.bcb.gov.br/acessoinformacao/discursos.

Leia também:


Gostou da nossa matéria? Para ficar sempre atualizado, siga nossas Redes Sociais: Facebook, Twitter e Instagram.

Para relatar erros, clique aqui. Conteúdo publicado originalmente por bonsinvestimentos.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.