Dívida pública cresce e atinge o maior nível desde 2006

O Banco Central divulgou que a dívida pública brasileira atingiu R$ 5,9 trilhões em maio, o equivalente a 81,9% do PIB, o maior resultado da série histórica.

De acordo com o BC, o aumento no endividamento é decorrente do aumento das despesas do governo com medidas de combate à crise causada pela pandemia do coronavírus.

No mês de março, a dívida avançou 1,7 ponto percentual e no mês de abril cresceu 1,3 ponto percentual.

A relação entre dívida e PIB já subiu 6,1 pontos percentuais no ano, devido ao aumento do endividamento, dos juros e da desvalorização cambial acumulada.

Série histórica

As contas públicas brasileiras fecharam maio com déficit de R$ 131,4 bilhões, superando abril como o maior déficit da série histórica do Banco Central.

A maior parte do resultado decorre do déficit no governo central, de R$ 127,1 bilhões, seguido pelos governos regionais que tiveram um resultado negativo de R$ 4,8 bilhões e as empresas estatais que obtiveram um superávit de R$ 422 milhões.

Em 12 meses, o déficit primário é de 3,91% do PIB.

Leia também:


Gostou da nossa matéria? Para ficar sempre atualizado, siga nossas Redes Sociais: Facebook, TwitterInstagram.

Para relatar erros, clique aqui. Conteúdo publicado originalmente por bonsinvestimentos.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.