Governo anuncia prorrogação do auxílio emergencial

Na terça-feira, 30, o Ministério da Economia anunciou a prorrogação do auxílio emergencial. De acordo com Paulo Guedes, a ideia inicial é que sejam pagas mais quatro parcelas num prazo de dois meses.

Ao todo, as parcelas somarão R$ 600 por mês, totalizando um total de R$ 1,2 mil. O pagamento deverá ser feito assim:

1° Mês

  • R$ 500 no início do mês;
  • R$ 100 no fim do mês;

2° Mês

  • R$ 300 no início do mês;
  • R$ 300 no fim do mês.

Contudo, o cronograma de pagamento das novas parcelas ainda será divulgado porque falta a autorização de Paulo Guedes para anunciar.

Auxílio emergencial

Criado em abril, o auxílio emergencial foi criado para ajudar os brasileiros a superar os efeitos da pandemia causada pelo coronavírus.

O auxílio era para ser pago por três meses, porém a lei deu a possibilidade de prorrogação do benefício.

Prorrogação do auxílio emergencial

Vale lembrar que Jair Bolsonaro declarou que a ideia do governo era pagar mais três parcelas do auxílio (R$ 500, R$ 400 e R$ 300).

No Congresso, porém, parlamentares vinham defendendo manter o valor de R$ 600 e pagar mais duas parcelas.

De acordo com o Ministério da Economia, cada parcela do auxílio custa R$ 50 bilhões por mês e o programa já beneficiou 60 milhões de pessoas.

Leia também:


Gostou da nossa matéria? Para ficar sempre atualizado, siga nossas Redes Sociais: Facebook, TwitterInstagram.

Para relatar erros, clique aqui. Conteúdo publicado originalmente por bonsinvestimentos.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.