Os 10+ de janeiro de 2018

Atualizamos a nossa seção “Os 10+ da Renda Fixa” com o mapeamento dos 10 melhores investimentos para janeiro de 2018 na visão dos autores do blog “Bons Investimentos”:

melhores investimentos janeiro 2018

Obs.1: Mapeamento realizado em 04/jan/18. Não deve ser entendido como recomendação de compra, pois é apenas uma visão dos autores deste blog. Para atualizações e mais opções de investimentos, pode ser realizado o acesso direto ao site das corretoras / bancos: Daycoval, Easynvest, XP Investimentos e Rico.

Obs.2: Além das taxas de rentabilidade, outros fatores foram levados em consideração neste mapeamento, como a “saúde financeira” das instituições. 


Para quem está em busca de investimentos rentáveis e seguros, preparamos um material contendo a nossa estratégia de investimento e detalhando toda a nossa carteira. Você saberá exatamente onde fazemos nossas aplicações visando maximizar os lucros e os mecanismos que utilizamos para minimizar os riscos.

Não perca a oportunidade e conheça o nosso guia!


Previsão de rentabilidade líquida anual


Foram adotadas as seguintes premissas:

  • Juros compostos.
  • CDI: +6,89% ao ano
  • IPCA: +2,78% ao ano (acumulado dos últimos 12 meses)

Obs.: Foram utilizados valores vigentes no início de janeiro de 2017. Para consultar os valores atualizados e as previsões do CDI, SELIC e IPCA, acesse nossa seção específica sobre estes índices.

Esta previsão serve apenas como ordem de grandeza, pois como visto no artigo sobre os investimentos em Renda Fixa a verdadeira rentabilidade de títulos pós-fixados só é conhecida no momento do resgate do investimento.

Desempenho da poupança


Para fins comparativos, é bom saber também a rentabilidade da poupança, certo?

Com a queda da Taxa Selic para valores abaixo de 8,50%, a rentabilidade da poupança para depósitos feitos a partir de 04/05/12 muda de regra e passa a ser: 70% da Taxa Selic + TR.

Como a TR está em zero desde setembro de 2017 e a Taxa Selic está em 7,00%, estima-se uma rentabilidade líquida para os próximo 12 meses de 4,90%.

Obs.: Para os depósitos antigos em cadernetas de poupança (realizados antes de mai/12), a rentabilidade continua sendo “0,50% ao mês + TR”.

Segurança é fundamental: lembre-se do FGC


Os investimentos em LCI, LCA e CDB possuem um seguro automático de até R$ 250.000, por CPF e instituição financeira.

Para conhecer ou relembrar as características deste seguro, recomendamos a leitura do nosso artigo específico sobre o FGC.

Obs.: Apesar dos títulos públicos (Tesouro Direto) não serem garantidos pelo FGC, estes investimentos são considerados por especialistas os ativos mais seguros do mercado, conforme explicado no guia sobre o Tesouro Direto.


A escolha por determinado investimento é algo muito particular e não depende exclusivamente da rentabilidade, pois fatores como liquidez (ou seja, o prazo em que você poderá resgatar o dinheiro) e valores mínimos de aplicação devem ser levados em consideração.


Como o nosso blog é gratuito, caso tenha gostado deste material, nosso pedido é o mesmo de sempre: ajude-nos na divulgação, através do compartilhamento deste artigo no Facebook.


Os 10+ de janeiro de 2018
Poderia avaliar nosso conteúdo?

Última atualização desta matéria: janeiro de 2018.

ricardo-cid-autor-bonsinvestimentos.com.br

Sobre o Autor. Engenheiro apaixonado pelo mundo dos investimentos e educação financeira. Conversando com amigos e familiares percebeu a grande dificuldade das pessoas em gerenciar seu dinheiro e por isso criou este espaço para auxiliar pessoas comuns a tomarem as melhores decisões rumo à prosperidade financeira.

Veja Também:

Os 10+ de dezembro de 2016 Apresentação dos 10 melhores investimentos para dezembro de 2016. Saiba onde encontrar e fazer estas aplicações de forma segura e inteligente.
LCI: aprenda tudo, use nosso simulador e aumente seus lucros! Aprenda o que é LCI e todas as características deste investimento. Saiba como conseguir os melhores rendimentos e utilize nosso simulador.
Código do Banco Santander Consulte o número do Banco Santander e aprenda como utilizá-lo da maneira correta em transferências eletrônicas (TED ou DOC).
0 respostas

Deixe uma resposta

Gostou do nosso artigo?
Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *