Mercado estima redução da taxa Selic para 2,25% ao ano

A nova taxa de juros deverá ser anunciada nesta quarta-feira (17/6), após a reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central. O mercado financeiro estima que o índice baixe de 3% para 2,25% ao ano.

Se houver a redução, porém, a expectativa é que não haja novos cortes este ano.

De acordo com o boletim Focus, divulgado pelo Banco Central, projeta-se uma taxa de 3% ao ano. Na semana passada, a estimativa era de 3,5%. 

A expectativa é que, com a redução da Selic pelo Copom, o crédito fique mais acessível e o consumo aqueça.  Porém, quando o Copom aumenta a taxa básica de juros, o crédito fica encarecido.

A previsão de queda do PIB em 2020, porém, continua. Na 18ª revisão da estimativa, a previsão de queda era de 6,48%.

Para 2021, porém, a expectativa é de 3,50% de aumento.

Veja as estimativas de inflação e de cotação do dólar

Após uma queda por 13 semanas seguidas, a projeção para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) subiu de 1,53% para 1,60%.

A meta da inflação definida pelo Conselho Monetário Nacional é de 4% em 2020, com intervalo de tolerância de 1,5 ponto percentual para cima ou para baixo.

Para 2021, a estimativa passou de 3,10% para 3%, enquanto que a meta para o mesmo ano é 3,75%. 

Em relação à cotação do dólar, o mercado financeiro estima que a cotação fique em R$ 5,20, ao final deste ano e em R$ 5 no fim de 2021.

Leia também:


Gostou da nossa matéria sobre a estimativa de redução da taxa Selic?

Para ficar sempre atualizado com nossas notícias, siga nossas Redes Sociais: FacebookTwitter e Instagram.

Para relatar erros, clique aqui. Conteúdo publicado originalmente por bonsinvestimentos.com.br.

Revisão e edição: Cintia Salomão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.