Metade dos brasileiros acredita em retomada até 2021, diz pesquisa da Febraban

De acordo com uma pesquisa da Federação Brasileira de Bancos (Febraban) com mil pessoas de todas as regiões do país, quase a metade (49%) das pessoas ouvidas acredita que suas finanças voltarão ao patamar de antes da pandemia do coronavírus em até um ano. Destes, 21% apostam que a retomada poderá se dar ainda mais rápida, em até seis meses.

O Observatório Febraban realiza um estudo mensal que mapeia a visão da população sobre os temas que impactam o Brasil e busca identificar como as pessoas têm superado medos e incertezas na retomada das atividades econômicas após o isolamento social. Foram ouvidas pessoas adultas e bancarizadas, entre os dias 1º e 3 de junho.

Turismo tende a cair, e e-commerce e delivery estarão em alta

Outro dado da pesquisa é a redução das viagens: 37% dos entrevistados preveem diminuir o hábito de viajar. Além disso, um percentual de 27% quer aumentar o trabalho na modalidade home office, enquanto 28% planejam usar mais os serviços de delivery.

Dedicar mais atenção aos filhos e à família em geral é uma meta para 45% dos entrevistados, enquanto 30% pretendem aumentar as compras por meio da internet. 

Existe, ainda, a intenção de manter ou aumentar a frequência a alguns setores, como: supermercados (78%); salões de beleza (66%); comércio de rua (55%); bares e restaurantes (47%) e shoppings (47%).

A pesquisa foi realizada pelo Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas (Ipespe).

Leia também:


Gostou da nossa matéria sobre a liberação sobre a pesquisa da Febraban sobre a confiança na retomada da economia?

Para ficar sempre atualizado com nossas notícias, siga nossas Redes Sociais: Facebook, Twitter e Instagram.

Para relatar erros, clique aqui. Conteúdo publicado originalmente por bonsinvestimentos.com.br.

Revisão e edição: Cintia Salomão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.