CDB do Banco do Brasil é um bom investimento?

Tempo de leitura: 8 minutos

O CDB do Banco do Brasil (BB) vem recebendo uma atenção especial pela parcela da população que já se conscientizou sobre as desvantagens de deixar o seu dinheiro parado na Poupança.

CDB Banco do Brasil BB

Sendo assim, preparamos um guia completo para que você possa decidir se o investimento no CDB do Banco do Brasil é uma boa opção.


O que é CDB do Banco do Brasil?


A sigla “CDB” significa Certificado de Depósito Bancário e, na prática, representa um título de renda fixa emitido por um determinado banco, onde tanto o prazo quanto a remuneração são definidos no momento do investimento.

Traduzindo para uma linguagem ainda mais fácil, ao investir no CDB do BB você estará emprestando o seu dinheiro para este banco e quando solicitar o resgate, receberá este dinheiro acrescido de uma taxa de juros.


Tipos de CDB do BB


O Banco do Brasil disponibiliza três modalidades de investimento em CDB:

  • BB CDB Pré: é uma aplicação pré-fixada, na qual a rentabilidade é acordada no momento do investimento e não sofre variação com o tempo.
  • BB CDB DI: a remuneração é pós-fixada e dada por um percentual do CDI.
  • BB CDB Estilo: a remuneração é pós-fixada, dada por um percentual do CDI e progressiva com o tempo e com o valor da aplicação.

A diferença entre o CDB DI e o CDB Estilo é justamente a questão da rentabilidade progressiva.

No CDB DI, independente do tempo da aplicação, a sua rentabilidade será dada por um mesmo percentual do CDI.

Já no CDB Estilo, quanto maior o tempo que você permanecer com o dinheiro investido, maior será o percentual do CDI.


Valores para aplicação


Os valores mínimos são diferentes para cada um dos CDBs:

  • BB CDB Pré: R$ 500.
  • BB CDB DI: R$ 500.
  • BB CDB Estilo: R$ 10.000.

Prazos


Os prazos também apresentam variações de acordo com o tipo de CDB selecionado:

  • BB CDB Pré: mínimo de 30 dias e máximo de 120 dias.
  • BB CDB DI: mínimo de 1 dia e máximo de 5 anos.
  • BB CDB Estilo: mínimo de 1 dia e máximo de 5 anos.

Resgate


O CDB Pré só apresenta possibilidade de resgate no vencimento, ou seja, o seu dinheiro fica “preso” até o término do prazo escolhido no momento da aplicação.

Já o CBD DI e o CDB Estilo possuem liquidez diária, ou seja, você pode solicitar o resgate antecipado a qualquer momento.

Este resgate antecipado pode ser parcial ou total, mas em ambos os CDBs você precisa deixar um saldo de pelos menos R$ 500 na aplicação.

Exemplo: O investidor que possui R$ 5.000 aplicados no “CDB DI” poderá solicitar resgate parcial de até R$ 4.500. Caso deseje resgatar R$ 4.800, o saldo final do CDB seria de apenas R$ 200, ou seja, menor do que o mínimo estipulado de R$ 500. Neste caso, o resgate total de R$ 5.000 é a única alternativa.


Está gostando deste artigo? Que tal testar seus conhecimentos em educação financeira e investimentos?

Preparamos um rápido e divertido Quiz com apenas 7 perguntas.

No final, você ainda saberá com qual personagem famoso se parece! Apostamos que o resultado irá te surpreender!

Pronto para o desafio? Então, acesse o Quiz através deste link.


Tributação


Todo investimento em CDB possui a incidência de dois impostos:

  • IOF (Imposto sobre Operações Financeiras): aplicável somente nos casos onde o resgate ocorre em prazo inferior a 30 dias.
  • IR (Imposto de Renda): aplicável em todos os casos, ou seja, não existe período mínimo de carência e todos os investidores em CDB sofrem esta taxação. A alíquota é regressiva com o tempo de acordo com a tabela abaixo:

Imposto de Renda CDB

O IOF e o IR são recolhidos na fonte, ou seja, o dinheiro que você recebe após o resgate já vem com todas as deduções.

É importante frisar que as alíquotas destes impostos incidem somente sobre o lucro.

Obs.: Para consultar as alíquotas do IOF e demais informações sobre a tributação em CDB, sugerimos acesso à nossa seção sobre impostos.


Resumo


Preparamos uma tabela com o resumo das informações apresentadas até o momento para facilitar a fixação e entendimento das características dos CDB’s do Banco do Brasil.

cdb do banco do brasil resumo


Rentabilidade


Fizemos uma consulta ao Banco do Brasil em julho de 2016 para simular aplicações nas três modalidades de CDB.

Esta consulta foi realizada via aplicativo do banco, e ressaltamos que foi a pior experiência entre os três bancos que já consultamos até o momento: Itaú, Caixa e BB.

Fica registrada aqui nossa sugestão para a melhoria desta parte do aplicativo do Banco do Brasil.

Seguem as rentabilidades obtidas em nossas simulações:

  • BB CDB Pré: 10,9% ao ano.
  • BB CDB DI: 81,5% do CDI, ou seja, 11,5% ao ano.
  • BB CDB Estilo: 82,0% do CDI, ou seja, 11,6% ao ano.

Obs. 1: Para estimar a rentabilidade dos investimentos pós-fixados, utilizamos o atual CDI de 14,13% ao ano. Para valores atualizados do CDI, acessar nossa seção específica sobre o tema.

Obs. 2: Para obter a rentabilidade atualizada e personalizada de acordo com o seu perfil de relacionamento com o banco, sugerimos a consulta direta à sua conta (internet banking) ou ao seu gerente. Estas rentabilidades apresentadas foram simuladas pelos autores deste blog em jul/16 e serão atualizadas semestralmente.

Infelizmente, não foi possível simular a progressividade na rentabilidade do CDB Estilo em virtude das limitações do aplicativo.


Comparação: “CDB do Banco do Brasil x Outros Investimentos”


Para  avaliarmos se o CDB do BB pode ser considerado um bom investimento,  faremos confrontos com outras aplicações similares disponíveis no mercado.

Sendo assim, simularemos o rendimento de um investimento de R$ 30.000 pelo prazo de 1 ano (365 dias) nos seguintes produtos:

  • Caderneta de Poupança.
  • Caixa Econômica Federal (CEF): CDB Progressivo.
  • Itaú: CDB Pré.
  • Banco do Brasil: CDB Pré, CDB DI e CDB Estilo.
  • Tesouro Selic.

Abaixo apresentamos um resumo com as rentabilidades líquidas dos sete investimentos mencionados.

Poupança LCI BB Caixa Tesouro

Obs. 1: O rendimento adotado para a poupança foi o acumulado dos últimos 12 meses (jul/15 a jun/16).

Obs. 2: Para a simulação dos investimentos pós-fixados foi adotado CDI de 14,13% ao ano. Para consultar valores atualizados, consulte a seção sobre índices econômicos.

Obs. 3: Rentabilidade líquida já considera a dedução do IR.

O gráfico a seguir foi elaborado para facilitar ainda mais a comparação entre os investimentos.

Inserimos, também, a variação da inflação (IPCA) dos últimos 12 meses (jul/15 a jun/16): 9,3% ao ano.

cdb banco do brasil rentabilidade

Analisando o gráfico, podemos verificar que o investimento em qualquer modalidade do CDB do BB só ganha da poupança.

Reparem, também, que praticamente não houve ganho expressivo da inflação e o CDB Pré, inclusive, perdeu esta disputa também.

Considerando todos estes fatores, não acreditamos que o investimento em CDB do Banco do Brasil seja uma boa opção.

Entretanto, se você insistir em manter seu dinheiro aplicado em algum CDB do BB, recomendamos a aquisição do “CDB Estilo“, pois além da maior rentabilidade ainda possui liquidez diária.


Se você está em busca de investimentos mais rentáveis e com a mesma segurança, preparamos um material contendo a nossa estratégia de investimento e detalhando toda a nossa carteira. Você saberá exatamente onde fazemos nossas aplicações visando maximizar os lucros e os mecanismos que utilizamos para minimizar os riscos.

Não perca a oportunidade e conheça o nosso guia!


Considerações Finais


Vimos neste artigo as principais características do CDB do Banco do Brasil:

  • Investimento mínimo de R$ 500 (CDB Pré e CDB DI) ou R$ 10.000 (CDB Estilo).
  • Prazo mínimo para resgate de 30 dias (CDB Pré) ou 1 dia (CDB DI e CDB Estilo).
  • Prazo máximo de investimento de 4 meses (CDB Pré) ou 5 anos (CDB DI e CDB Estilo).
  • Possibilidade de resgate antecipado (total ou parcial) apenas no CDB DI e CDB Estilo.
  • Rentabilidade pré-fixada (CDB Pré) ou pós-fixada e atrelada ao CDI (CDB DI e CDB Estilo).

Além disso, constatamos que existem diversos investimentos mais interessantes e rentáveis do que a aplicação em CDB do BB.

Portanto, se você pretende iniciar seus investimentos no Banco do Brasil, sugerimos a revisão de seu planejamento financeiro baseado nas informações deste artigo.


Para conhecer as características de outros investimentos nos principais bancos, recomendamos a leitura de nossa série especial sobre o tema:

  • Banco do Brasil: LCI.

Caso você tenha alguma dúvida, elogio ou sugestão, basta deixar seu comentário aqui embaixo, combinado?

Gostou do material? Acha que ele pode ser útil para outras pessoas? Quer nos ajudar na divulgação deste blog? Então, é só compartilhar nossos artigos na timeline do seu Facebook!

  • Antonio Carlos

    Bom dia, estou acessando aqui pela primeira vez e estou gostando muito das informações aqui contidas, então queria saber se a Previdência privada do banco do brasil Brasilprev é um bom investimento.

    • Antônio, infelizmente não somos profundos especialistas em previdências privadas oferecidas pelos grandes bancos. Como não fazemos este tipo de investimento, fica difícil darmos uma opinião realmente útil. É por isso também que nenhum de nossos artigos fala sobre o tema. Preferimos nos ater somente ao que temos propriedade para falar. Desculpe não poder te ajudar, ok? Um abraço!

    • Cícero

      É péssimo colega. Invista no tesouro direto de longo prazo.

      • Cícero, obrigado pela sua participação. Realmente a Renda Fixa do BB não está atrativa!

  • Tenho Duas previdências VGBL desde 2012, não pretendo mexer nelas, pois essas foi algo planejado para custeio da faculdade da minha filha no futuro, sabemos que não é muito rentável, mas é uma aplicação que nos educa a sempre tirar uma parte dos nossos rendimentos para aplicar em alguma coisa 🙂

    Mais se formos colocar tudo na Balança Todas elas acabam rendendo quase a mesma coisa, pois as que rendem mais acaba sendo FATIADA pelo IR. Por isso que vou continuar com as Previdências, e agora em 2017 vou iniciar os estudos para aplicar também em Tesouro Direto.

    Já coloquei o site nos favoritos, muita coisa interessante e com linguagem bem simples, parabens pelos conteúdos aqui exposto \o/

    • Fábio, o principal você já fez, pois parece ter conhecimento sobre as vantagens e desvantagens de cada tipo de aplicação que possui. Parabéns por investir tempo na sua educação financeira. Em relação ao desconto do IR, com o tempo e aprofundamento do estudo verá que esse é um mito, pois temos alguns investimentos que mesmo após esta tributação ainda continuam rendendo bem acima das demais aplicações. Muito obrigado pela sua audiência e volte sempre!

  • Conceição Pimentel

    Fiz algumas pesquisas sobre investimento e este site foi o que melhor esclareceu sobre o assunto. Hoje penso que o melhor investimento é o tesouro direto, porém, ainda não entendi como aplicar, bem como declarar no imposto de renda.

    • Conceição, se você quiser investir no Tesouro Direto pelo Banco do Brasil terá que procurar o seu gerente. Se quiser investir através de uma corretora independente, pode abrir conta na Easynvest, XP Investimentos ou Rico (todo o processo é feito on-line). Para entender um pouco mais sobre o Tesouro Direto, te aconselho a consultar nosso guia. Para entender um pouco mais sobre a declaração no Imposto de Renda, também temos um artigo específico para isto.

  • Henrique

    Artigo bastante esclaredor e de fácil compreensão pra quem não tem muito conhecimento da área financeira!

    Parabéns!!

  • Raimundo Jr.

    Informações bastantes valiosas. Vcs estão de parabéns por todas essas orientações.

    Grande abraço a todos.

  • Excelentes informações.

    Abraço a todos.

  • wagner silva da rocha

    oi amigo..hj qual melhor banco p investir em cdb a longo prazo…?? bradesco me ofereceu com inicio de 88% do CDI termina em 96% sendo retroativo…

  • Ana

    Boa tarde,
    Artigo muito bom. Tenho uma poupança de 100.000 no BB e estou querendo comprar meu primeiro imóvel, cujo valor é quase quatro vezes o valor dá minha poupança. Moro de aluguel faz 8 anos, será que era melhor investir meu dinheiro de outro jeito para ele render mais ou aceitar um financiamento e acabar pagando quase o dobro pelo imóvel?

    • Ana, a escolha entre comprar ou alugar é algo muito pessoal e depende de vários fatores além dos cálculos matemáticos. Se formos nos ater apenas aos cálculos, podemos estimar um rendimento médio anual da poupança em 8,0% e o seu investimento de R$ 100.000 renderia algo próximo de R$ 8.000 por ano. Isto seria suficiente para quitar um aluguel de R$ 650 por mês, mas o seu dinheiro ao longo do tempo perderia valor de compra em função da inflação e do reajuste dos aluguéis.

      Se a sua escolha for a compra de um novo imóvel, o mais indicado seria dar a maior entrada possível para diminuir o saldo restante que será financiado e sofrerá a incidência dos juros, pois é muito difícil encontrar um investimento em Renda Fixa que ofereça taxas de rentabilidades maiores do que os juros de um financiamento. Portanto, é mais vantajoso diminuir o saldo do financiamento do que investir esse dinheiro.

  • Esclarecer-me qual o critério adotado pelo BANCO DO BRASIL S/A, pergunto: quando ocorrer os Resgates Parciais ou Totais nas aplicações em Renda Fixa,- nas modalidades em CDB, LCI, LCA, BB REAPLIC e outras,- o Banco executará a liberação em Contas Correntes do valor resgatado, simultaneamente, dentro do horário do expediente Bancário no dia do aniversário da aplicação BB REAPLIC e, quanto ao valor, poderá esse ser movimentado e/ou transferido no mesmo dia através de ‘ TED ‘?

    • Leomar, sugiro que consulte diretamente o SAC ou outro canal de comunicação do Banco do Brasil para sanar esta dúvida. Nosso artigo só analisa o investimento no CDB e, infelizmente, não temos qualquer gerência sobre os procedimentos operacionais deste banco.

  • Bons Investimentos

    Leomar, sugiro que consulte diretamente o SAC ou outro canal de comunicação do Banco do Brasil para sanar esta dúvida. Nosso artigo só analisa o investimento no CDB e, infelizmente, não temos qualquer gerência sobre os procedimentos operacionais deste banco.