LCI

Tempo de leitura: 2 minutos

As LCI’s (Letras de Crédito Imobiliário) são títulos de Renda Fixa criados com o objetivo de captar recursos para os financiamentos imobiliários.

 

Assim como os demais investimentos em Renda Fixa, na prática, o investidor empresta dinheiro para o emissor da LCI e após determinado prazo recebe o dinheiro de volta acrescido da rentabilidade estabelecida no momento da compra deste título.

 

Aplicação mínima


 

Variável de acordo com o banco emissor do título:

 
  • Caixa Econômica Federal: R$ 30.000
  • Banco do Brasil: R$ 1.000
  • Itaú: não oferece este tipo de investimento
  • Santander: R$ 30.000
  • Bradesco: R$ 30.000
  • HSBC: não oferece este tipo de investimento
  • Bancos de menor porte: R$ 10.000
 
 Obs.: Valores consultados nos sites dos respectivos bancos em nov/15.
 

Rentabilidade


 

As LCI’s podem ser:

 
  • Pré-fixadas: a rentabilidade é conhecida no momento da aplicação (início do investimento).
 
  • Pós-fixadas: a rentabilidade é determinada de acordo com o desempenho de um indexador e só é conhecida efetivamente no momento do resgate da aplicação (final do investimento).
 

A maior parcela das LCIs ofertadas possuem rentabilidade pós-fixada atrelada ao CDI (índice que acompanha a taxa SELIC).

 

Entretanto, também é possível encontrar LCIs atreladas a outros índices econômicos e, com menor frequência, opções de LCIs pré-fixadas.

 

Geralmente, as maiores rentabilidades são obtidas atendendo a três critérios:

 
  • Investimentos em bancos de menor porte, que oferecem melhores taxas para atrair os investidores.
  • Maior investimento inicial.
  • Maior tempo de aplicação.
 

Prazo para resgate


 

O prazo mínimo para resgate é de 90 dias.

 

Contudo, alguns bancos exigem prazos maiores e, em contrapartida, oferecem taxas mais elevadas de remuneração.

 

Tributação


 

Assim como a Caderneta de Poupança, as LCI’s são isentas do pagamento de Imposto de Renda (IR).

 

Este é um dos principais atrativos deste investimento.

 

Riscos da LCI


 

As LCI’s possuem a proteção de um seguro grátis e automático chamado FGC (Fundo Garantidor do Crédito).

 

O limite máximo protegido é de R$ 250.000 por CPF e por instituição financeira e devido à relevância do tema preparamos um artigo específico para abordar o funcionamento e abrangência do FGC.

 

Como investir


 

Os investimentos em LCIs podem ser feitos através de um banco ou uma corretora de valores.

 

Nossa análise é mais favorável às corretoras em função das maiores opções de investimentos e rentabilidades mais atrativas, além das facilidades de operar pela internet.

 

Temos um artigo dedicado exclusivamente sobre como investir na Renda Fixa.

 

Resumo


 

Podemos destacar as principais vantagens do investimento em LCI como:

 
  • Possibilidade de investimentos a partir de R$ 1.000.
  • Isenção de Imposto de Renda (IR).
  • Seguro de até R$ 250.000, garantido pelo FGC, em caso de falência da instituição financeira.
 

A principal desvantagem da LCI é o prazo mínimo de 90 dias para realizar o resgate do dinheiro aplicado.

 

Para o conhecimento e comparação das principais opções de investimentos em Renda Fixa, recomendamos a leitura de nosso artigo dedicado ao tema.

 

10 Comentários


  1. Abri uma conta no Banco Original e quero aplicar 1000,00 inicialmente, fazendo aportes de 1000,00 conforme eu puder, sem uma periodicidade certa. O que me aconselha? Hj trabalho com o Banco do Brasil tenho aplicações em LCA acima de 100mil, tb tem alguma sugestão para diversificação desse valor?

    Responder

    1. Francine, O Banco Origial costuma ter CDBs interessantes. Te aconselho a sempre buscar um CDB que pague acima de 100% do CDI. Em relação ao dinheiro na LCA do Banco do Brasil eu não posso opinar porque não sei qual a rentabilidade dela, mas se for menor do que 85% do CDI eu não consideraria um bom investimento. Você bota diversificar esse dinheiro jogando parte no Tesouro Selic e parte no próprio Banco Original. Mas é uma decisão muito pessoal essa questão da diversificação do patrimônio.

      Responder

  2. Estou abrindo uma conta em um banco de investimentos, na primeira conversar que tive com um agente autônomo, ele indicou aplicar em LCI no momento, como são bancos desconhecidos fica dúvida de que se realmente vale a pena confiar em uma instituição desconhecida, mesmo que seja garantida pelo FGC, qual seria uma forma de averiguar qual são os ativos desses bancos menores e para quem estão emprestando o dinheiro ou quais são os projetos por eles financiados

    Responder

    1. Ricardo, você pode analisar as notas dadas pelas agências de rating e consultar as informações do balanço dos bancos disponibilizadas no site do Banco Central. Para saber para quem estão emprestando dinheiro é mais difícil e, neste caso, o ideal seria entrar em contato diretamente com o banco para saber se eles emitem algum comunicado ao público com estas informações.

      Responder

  3. bom dia
    Onde posso consultar a veracidade das informações de bancos e instituições de investimentos?

    joao santos

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *