Primeiros passos para investir na Bolsa de Valores: 5 dicas matadoras

Tempo de leitura: 6 minutos

O mercado financeiro oferece inúmeras possibilidades para quem deseja buscar novos caminhos além da Renda Fixa. A Bolsa de Valores é um ambiente onde se pode sonhar mais alto e encontrar as melhores oportunidades do mercado financeiro, mas assim como qualquer investimento, também possui a relação de “Risco x Retorno”, quanto maior a rentabilidade desejada, maior o risco.

bovespa-investir

Justamente por isso é preciso estudar antes de começar a investir para aprender a aplicar na Bolsa de Valores da melhor maneira possível para minimizar os riscos e aumentar suas oportunidades.

Pensando nisso preparamos uma postagem especial com cinco dicas valiosas para quem está começando agora e uma dica bônus ao final! Continue lendo e lembre-se de deixar um comentário em caso de dúvidas!


1) Conheça as principais modalidades de investimento


A Bolsa de Valores possui diferentes modelos de investimento, capazes de atender diferentes perfis e que possibilitam ao investidor construir uma carteira que se adapte à sua realidade.

Nesse artigo falaremos de três delas: Day-Trade, Curto Prazo e Longo Prazo.

Cada uma possui suas características específicas e peculiaridades:

  • Day Trade: É a modalidade mais emocionante da Bolsa de Valores. São operações extremamente ágeis, que começam e terminam no mesmo dia. Permitem alavancagem, ou seja, você só precisa ter uma parte do dinheiro que irá movimentar.
  • Curto Prazo: operações que vão de 1 a 5 dias. Extremamente rentáveis pela agilidade e poder de reação às mudanças de cenário.
  • Longo Prazo: muito bom para quem tem pouco tempo para investir e muita paciência. O objetivo é ganhar com empresas que possuem excelente perspectiva no longo prazo (mais de 90 dias).

Investir em uma modalidade não anula a possibilidade de aplicar em outra, pelo contrário. No 4º tópico desse artigo falaremos sobre a importância de montar uma estratégia diversificada.

Agora que você já viu as modalidades, falaremos um pouco mais sobre os tipos de análise mais utilizadas na hora de detectar boas oportunidades.


2) Entenda as duas principais análises de ações


A Análise Gráfica (também conhecida como Análise Técnica) considera variações no preço de uma determinada ação ao longo de um período para definir tendências. Muito utilizada por investidores que operam em Day-Trade e Curto Prazo.

primeiros-passos-investir-bolsa

Já a Análise Fundamentalista é excelente para encontrar boas empresas com ótimas perspectivas de valorização no longo prazo. Ela não foca na movimentação das ações, mas sim a saúde financeira da empresa em questão, quais suas projeções futuras de lucro e outros aspectos importantes para essa avaliação.

Em resumo, essa análise entende que o valor de uma empresa é diferente do seu preço no mercado de ações.


3) Saiba o papel das Corretoras de Valores


As corretoras de valores mobiliários funcionam como portas de entrada para os investidores que desejam investir na Bolsa de Valores. É na conta que você abriu em uma corretora que todos os lucros das suas movimentações serão creditados, bem como os possíveis prejuízos debitados.

Existem mais de 50 empresas que oferecem esse serviço no Brasil e escolher a melhor para o seu perfil certamente fará a diferença nos seus resultados. Por isso, pesquise bastante, confira as melhores taxas, o melhor atendimento e a infraestrutura oferecida por cada uma das empresas.

Mas, mais importante do que esses pontos é a segurança que ela oferece para você. Por isso, certifique-se que ela é registrada na CVM (Comissão de Valores Mobiliários), cheque sites de reclamação, pergunte a amigos e parentes que já investem e busque informações acerca de certificações como o Cetip Certifica. Tudo isso para garantir que você não terá surpresas desagradáveis no futuro.


4) Defina sua estratégia


bolsa-de-valores-estrategia

Definir uma estratégia é fundamental para o sucesso dos seus investimentos por diversos motivos. Principalmente porque fica muito mais fácil manter a disciplina e o foco nos seus objetivos e também porque essa ação facilita muito o manejo de risco. Para definir o seu perfil é preciso avaliar, dentre outros, os seguintes pontos:

  • Tempo disponível: quanto tempo você pode se dedicar ao mercado por dia?
  • Orçamento: qual é o capital disponível para aplicar?
  • Liquidez: quando você precisará desses recursos?
  • Objetivo do investimento: comprar um carro novo, viajar, aumentar capital, ter segurança financeira?
  • Tolerância ao risco: como você se sente em relação aos riscos e retornos dos investimentos?

Esses cinco pontos já ajudam a ter uma noção do seu perfil. Com base nas respostas é possível eliminar uma série de modalidades de investimento e focar naquelas que realmente têm a ver com a sua personalidade e objetivos. Mas, vale lembrar da importância da diversificação, o que nos leva ao próximo tópico.


5) Lembre-se sempre dessa palavra: diversificação


Diversificar é distribuir os seus recursos de maneira a diminuir os riscos. Mesmo que você possua um perfil extremamente agressivo e queira focar em Day-Trade, por exemplo, é sempre aconselhável que você aplique um percentual do seu capital em investimentos mais conservadores.

É através dessa diversificação que você investirá utilizando uma técnica que os investidores mais experientes chamam de “manejo de risco”. Ele diminui as chances de prejuízo, uma vez que sua carteira não depende de uma determinada empresa, segmento ou modalidade de investimento.


Dica bônus: A Renda Fixa como Margem de Garantia


Pouca gente sabe, mas é possível utilizar os investimentos na Renda Fixa como garantia para operar na Bolsa de Valores. Isso significa que você pode usar seus recursos aplicados em CDB, por exemplo, para comprar e vender ações, aplicar em índices ou então no Mercado Futuro.

O que possibilita isso é a Margem de Garantia, ferramenta criada pelas corretoras de valores mobiliários para que os investidores consigam movimentar mais capital do que possuem. Suponhamos que você tenha R$10 mil investido em Tesouro Direto. Eles permitem que você movimente até R$60 mil em ações na Bolsa de Valores.

Para entender melhor essa situação, confira esse artigo completo!


Gostou do conteúdo? Ficou com alguma dúvida? Deixe um comentário!


Autoria

Rafael Bretas, 28 anos, graduado em Jornalismo, MBA em Marketing Digital e autor de artigos em diversas editorias. Integrante da equipe de marketing do Toro Radar e responsável pela comunicação e relacionamento da empresa com parceiros em todo o país.

toro-radar

 

14 Comentários


    1. Juarez, se você quer se aventurar no mundo das ações, sugiro que comece com pouco dinheiro e estudando muito para aliar prática e teoria. Infelizmente, não me atrevo a recomendar a compra de ações da empresa X ou Y, pois o investimento na Bolsa de Valores possui muitas variáveis e precisa acompanhar de perto para tomar a decisão. Como o momento da Renda Fixa está excelente, tenho direcionado meus investimentos para esta área e deixaso a incerteza da Bolsa de lado.

      Responder

    1. Ramon, pergunta muito difícil e que envolvem muitas variáveis. Vamos torcer para as coisas entrarem no eixo e que a economia se recupere apesar de toda a turbulência política que afeta negativamente várias áreas do nosso país.

      Responder

  1. Olá,

    Parabéns pelo artigo.

    A minha grande dificuldade ao dar os primeiros passos na bolsa de valores foi a falta de conhecimento. São tantas coisas que precisa-se saber e para quem estar dando os primeiros passos nesse mercado, as coisas não são tão simples.

    Devido a isso, decidir investir na bolsa pelo meu banco e acreditava que meu gerente é o melhor consultor financeiro, mas estava enganado.

    Após essa decepção, percebi que investir na bolsa é uma excelente opção, mas precisava estudar sempre e aprender cada vez mais sobre essa forma de investimento e assim melhorar meus ganhos.

    Responder

    1. Adriano, realmente o investimento em conhecimento é o que te renderá mais frutos. Muitos começam acreditando que o gerente é a pessoa ideal para conselhos financeiros, mas depois de estudarem um pouco já podem perceber que ele pode ser o maior vilão! Portanto, parabéns pela sua consciência sobre a necessidade de estudar muito antes de se aventurar na Bolsa de Valores. Temos que certeza que você está no caminho certo. Um abraço e volte sempre!

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *