Black Friday: buscas online por estado

O maior dia do e-commerce brasileiro promete movimentar R$ 13,5 bilhões em 2019. Apesar da tendência de multicanalidade, a Black Friday continua especialmente expressiva online. De acordo com dados do Google, são mais de 10 milhões de buscas por ano pela data.


Em estudo realizado pelo site Bons Investimentos, verificou-se que, de acordo com dados do Google1, o termo “Black Friday” é o mais buscado entre os termos referentes às principais datas do e-commerce.

Para tanto, foram consideradas as datas de Dia dos Pais, Dia das Mães, Natal, Boxing Day, Cyber Monday, Black Friday, entre outras.

Dados de out/19 referentes ao último ano móvel, mostram que tais datas têm, em média, os seguintes volumes de buscas:

  • Black Friday: 10,64 milhões
  • Dia das Mães: 8,40 milhões
  • Natal: 2,41 milhões
  • Dia do Consumidor: 1,15 milhão
  • Dia dos Pais: 0,58 milhão

Segundo levantamento realizado pela consultoria GFK2, a versão de 2019 da Black Friday deve movimentar R$ 13,5 bilhões, crescimento de 4% em relação ao mesmo período de 2018, mesmo com a tímida previsão de crescimento da economia brasileira prevista para 2019.

Característica interessante da Black Friday, também revelada pelo estudo da GFK, é o de que a data tem especial enfoque nos bens duráveis. Quando comparada com o Natal, por exemplo, mostra alto volume de vendas em categorias como smartphones, televisores e computadores.

Black Friday na cabeça dos brasileiros


Pesquisa encomendada pelo Google3 e realizada pela Provokers com 1,5 mil entrevistados em todas as regiões do país, mostra que a Black Friday é conhecida por 99% dos brasileiros.

O mesmo estudo mostra também que a intenção de compra dos consumidores subiu para 58% em 2019, sendo que 69% já sabem em que categorias pretendem comprar. Dessa forma, 92% dos brasileiros alegam que pretendem comprar na ocasião.

Outro ponto relevante revelado no estudo é sobre o gasto médio esperado para a edição de 2019 da Black Friday. Espera-se que o consumo médio seja de R$ 1.300, um valor especialmente discrepante quando comparado com o ticket médio de vendas no e-commerce, que tem previsão de R$ 447 em 2019, de acordo com estimativas do 39º relatório Webshoppers, da Ebit4.

Essa diferença pode ser atribuída tanto a um maior número de pedidos por pessoa, as quais tentam aproveitar os descontos da data, quanto à característica de compras de itens de maior valor agregado nesta data.

Estudo: em que estado as datas do e-commerce são mais representativas?


Com o objetivo de entender em que estado cada data do e-commerce é mais representativa, a equipe do Bons Investimentos criou um estudo comparando a quantidade de buscas no Google em cada estado e a população de cada unidade federativa5, de acordo com dados do IBGE.

Para efeitos de comparação, foi criado um indicador de quantidade de buscas por mil habitantes, comparando buscas para Black Friday, Dia das Mães, Dia do Consumidor, Dia dos Pais e Natal.

Em números absolutos, o estado de São Paulo é o que mais busca essas datas do e-commerce no Google. Porém, quando as buscas são diluídas no tamanho na população, o estado deixa de ser o principal em cada data.

Abaixo, lista com estados mais representativos para cada data de acordo com o indicador (buscas / mil habitantes). O infográfico interativo com todas as informações pode ser acessado a seguir.

Black Friday (buscas / mil hab.)

  • DF: 7,38
  • SP: 6,85
  • RJ: 5,67
  • SC: 5,35
  • MG: 4,72

Dia das Mães (buscas / mil hab.)

  • DF: 5,49
  • SC: 4,97
  • RR: 4,67
  • SP: 4,61
  • PR: 4,40

Dia do Consumidor ou Dia do Cliente (buscas / mil hab.)

  • RR: 1,01
  • SC: 1,00
  • DF: 0,98
  • SE: 0,84
  • AP: 0,84

Dia dos Pais (buscas / mil hab.)

  • RR: 1,17
  • AP: 0,99
  • AC: 0,91
  • RO: 0,74
  • TO: 0,73

Natal* (buscas/ mil hab.)

  • RN: 3,45
  • DF: 1,46
  • SP: 1,32
  • SC: 1,13
  • PB: 1,10

* Distorções são esperadas por conta do nome da cidade Natal, capital do estado de Rio Grande do Norte e o duplo sentido da palavra.

Tendências da Black Friday 2019


A edição de 2019 do evento promete trazer uma série de novidades interessantes ao mercado. Uma delas é a tendência à omnicanalidade (vendas através de múltiplos canais, online e offline).

Dados de pesquisa da GFK6 mostram que em 2019 há previsão de que o consumidor realize compras tanto em lojas físicas quanto em e-commerces. Em 2017, apenas 7% dos consumidores alegavam que comprariam em lojas físicas e digitais, o que cresceu para 8% em 2018. Já em 2019, a previsão é de que esse número avance a 25%.

Outro comportamento do consumidor para ser levado em consideração é o de que 54% dos fatores de decisão de compra não dependem somente do preço, segundo levantamento do Google6. Além disso, o consumidor também leva em conta:

  • 16%: confiança na marca;
  • 13%: confiança no produto;
  • 11%: pagar parcelado;
  • 10%: preço cobrado pelo frete;
  • 4%: tempo de entrega da compra.

Dessa forma, percebe-se que o consumidor busca cada vez mais por uma experiência de compra mais agradável do que apenas a vantagem em relação a preço.

Com a melhoria do e-commerce e a disponibilização de experiência de compras cada vez mais agradáveis, é essencial que o comprador tenha a responsabilidade financeira para não precisar recorrer a empréstimos ou alternativas do tipo para sanar as dívidas de consumo.

Animado para Black Friday 2019? Veja abaixo a nossa contagem regressiva no infográfico!

infográfico

 


Este infográfico e o respectivo estudo para a sua elaboração foram desenvolvidos pela equipe do site bonsinvestimentos.com.br. A sua reprodução e divulgação em outras mídias é autorizada desde que seja citada a origem.


Fontes:

Compartilhe:
Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Telegram

Faça um comentário

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS!

Publicidade

Procure o tema do seu interesse

Usamos cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência neste site e personalizar publicidade. Ao continuar navegando, você concorda com isso.